Chegar até aqui

A vida é como um rio que corre incansavelmente, ultrapassando obstáculos e vivendo desafios jamais imaginados.

Desde sempre pairaram na minha cabeça algumas questões sobre a vida e os seres humanos. E houve um momento em que senti necessidade de aprender mais sobre desenvolvimento pessoal. A vida trouxe até mim algumas pessoas e alguns cursos, que frequentei. Foi muito gratificante conhecer um grupo de pessoas que tinha as mesmas questões que eu e com quem aprendi muito. A minha primeira formação foi com a Ana Pedroso do Instituto Anna Mikii. Há momentos em que nos sentimos perdidos e é nessas alturas que, sem saber, estamos no caminho certo e nos encontramos.

Foi nesta formação que dei início ao processo de redescoberta de quem era eu. Adquirir uma nova consciência que me permitiu mudar. Foi o início do despertar para o agora, para quem eu era e para quem eu queria ser. Conheci pessoas que senti que eram aquelas com quem eu precisava de estar e todas contribuíram muito para o meu crescimento pessoal. A todas elas sou imensamente grata. Hoje sinto que todos os que passam por mim são agentes de transformação, basta que eu olhe para eles e veja os reflexos daquilo que me estão a transmitir.

Este blog é antes de tudo um blog para mim, porque este processo de autoconhecimento, de desenvolvimento pessoal, de descoberta do Eu, é mesmo um processo, ou seja, é um caminho que se vai percorrendo ao longo da vida, é algo que vai acontecendo.

Tenho feito algumas mudanças no meu dia-a-dia bastante importantes: alimentação, mudança de padrões de pensamento, crenças, entre outras. Acho que se não largasse alguns dos velhos padrões, a vida também não me tinha apresentado uma variedade infinita de novas oportunidades.

Fazer o resgate desta minha liberdade também tem sido um processo, com muitos altos e baixos. Mas hoje, aquilo que sinto é que quando me deparo com um desafio sou muito mais rápida a encará-lo e a ultrapassa-lo. O que antes demorava meses ou semanas, hoje demora dias, horas e em alguns casos apenas alguns minutos.

O que me levou a mudar? Pois bem, acho que depois de alguma reflexão, posso dizer que foi insatisfação. Por vezes estamos a fazer coisas na vida com as quais não nos identificamos, lidamos com certas pessoas porque sim e deixamo-nos andar em piloto automático dia após dia. No fundo, o que eu fiz (e continuo a fazer!) foi ir parando e refletindo sobre o que eu estava a sentir, se me sentia feliz, ou não, comigo mesma.

Nesta caminhada conheci pessoas incríveis e as amizade de algumas delas têm perdurado no tempo. Mas houve uma que me marcou, e marca, bastante. Conheci a Andreia Lopes num curso de Tarot que ela ministrava e a ligação foi acontecendo. Com ela tenho aprendido muito e posso dizer que é um dos meus grandes mestres. Somos almas companheiras de muitas vidas e tê-la reencontrado está a ser uma grande aventura. Ajudou-me a compreender algumas das minhas missões de vida e a perceber quem é que eu quero ser desta vez.

Aprendi que só eu é que posso mudar a minha vida.

Então… chega de desculpas e vamos a isso!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: