Até o Natal me faz refletir

O Natal está à porta, em anos anteriores já tinha a casa decorada e as prendas organizadas. Este ano, não sei o que se passa comigo, mas esta época já não me causa aquela empolgação que causava. Este assunto já me veio à cabeça algumas vezes, o meu lado Certinho já me avisou que tenho de decorar a casa e organizar as prendas, pois é uma coisa que sempre fiz e gostava de fazer, no entanto os meus outros eu’s não estão com grande vontade!

Isto deixou-me a pensar, porque este comportamento é estranhamente novo para mim. Sempre gostei do Natal, de decorar a casa, de organizar as prendas e fazer todas aquelas coisas próprias da época.  Neste momento estou a achar tudo um bocado enfadonho…

Bem, a verdade seja dita, eu não sou a mesma. A Guida que sou hoje não é igual à Guida que era no Natal passado e muito menos igual à Guida dos Natais anteriores! Ontem estive a falar com a Margarida, uma amiga minha dos tempos universitários. Deixámo-nos de ver durante mais de uma década e há uns anos quando nos voltamos a reencontrar foi muito bom. É daquelas amizades que sempre lá esteve, mas que estava adormecida.

Quando falo sobre o que estou a sentir com alguém, é-me devolvido sempre o reflexo da outra pessoa e há coisas que eu ainda não estava a ver que passo a ver. Ora, depois da conversa de ontem percebi que eu tenho mudado muito nos últimos tempos, o meu lado Certinho deixou de mandar tanto na minha vida e o meu lado Doido passou a intervir mais.

As pessoas que sempre lidaram comigo estavam habituadas àquela Guida certinha que não tinha ideias doidas de deixar o emprego, separar-se ou sair de casa. Como eu mudei é normal que achem estranho alguns dos meus comportamentos, até eu acho estanho de vez em quando! É normal os meus pais acharem que as minhas escolhas são um pouco precipitadas e que envolvem alguns riscos. É normal que eles se manifestem, pois têm medo que eu me perca nestas minhas novas andanças e que sofra. A mentalidades deles é completamente diferente da minha e as suas crenças também.

Mas…. há sempre um mas! Mas, apesar de eu saber que todos os seus comportamentos são normais, há um lado meu que queria que eles me continuassem a tratar tal como eu era antes. Se na maior parte dos anos da minha vida eu tive comportamentos que eles acharam normais, nunca me disseram grande coisa, nem nunca me alertaram para nada de especial, é normal se eu agora mudo de comportamento eles também mudarem. Apercebi-me que, como a Certinha não os quer desiludir, porque são as pessoas que mais gosto, e isso também incluiu a minha irmã, começou a aparecer uma pequena tristeza cá dentro pois comecei a achar que eu não estava a corresponder às suas expetativas.

O meu lado Consciente já sabe que eu não tenho de corresponder às expetativas dos outros, no entanto foram muitos anos neste padrão e como todos os padrões demoram a desconstruir, cá estou eu! O Natal e a conversa com a Margarida foram estímulos externos que me fizeram refletir sobre isto. Se eu já não sou a mesma é normal que haja coisas que já não me interessem ou motivem como me motivavam. É normal que as pessoas reajam comigo de maneira diferente da que reagiam. Também é importante eu tomar consciência disto.

Assumir quem eu sou para os meus familiares mais próximos tem sido um grande desafio. É a primeira vez, pelo menos que tenho consciência, que estão a  existir pequenos conflitos entre pais, irmã e eu, relativamente às minhas escolhas de vida. E estes conflitos são extremamente saudáveis e importantes para que todos se respeitem. A Certinha não gosta nada disto! Mas a Doida sorri por dentro e começa a achar que cada vez mais somos uma família normal.

Aproveito para dizer que os amo muito e que sou grata por tê-los como família. Pois é quando eles me provocam que eu aprendo e encaro os grandes desafios da vida, que são eles também! É quando nós dizemos a verdade sobre o que pensamos que nos ficamos a conhecer melhor.

É importante para mim perceber que não tenho de agradar a toda a gente e a minha família mais próxima também se inclui. Bem, agora acho que vou pegar nos enfeites de Natal e dar asas à minha imaginação! Mesmo com uma energia diferente, vamos a isso!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: