Novas amizades

Desde outubro que estou a frequentar uma formação de empreendedorismo. Tenho aprendido muitas coisas e feito algumas amizades. É uma turma bastante diversificada a nível de personalidades, temos de tudo, incluindo nos formadores, claro!! Ter de tudo é muito bom! O grupo é bastante animado e hoje deparámo-nos com uma situação bastante caricata.

Chagámos à sala e o formador ainda não tinha aparecido, achámos estranho. É uma pessoa extremamente pontual e politicamente correta, não estar ali a horas era uma situação anormal. Os ânimos exaltaram-se e pensámos que íamos ter “feriado”, expressão usada quando eu andava no ciclo. Fez-nos relembrar como era animado quando um professor faltava e tínhamos a hora livre e recordámos alguns momentos divertidos da adolescência. Acho que agora esta euforia e adrenalina, do professor faltar, já não acontece entre os alunos, pois quando um professor falta é substituído.

Bem, voltando à formação… passados vinte minutos o formador entra na sala, pálido, a coxear e com um ar terrível. Depois de um breve inquérito da nossa parte, o senhor lá se explicou. Nós tínhamos mudado de sala e o formador não tinha sido informado. Como entrámos primeiro ele não percebeu que estávamos noutra sala. Deste modo, quando chegou, foi até ao último andar do edifício onde era costume estarmos e não nos viu. Ouviu o nosso burburinho (o que é bastante percetível!) e veio ao nosso encontro… com a pressa e o stress de estar atrasado não sabemos como é que ele fez, acho que nem ele sabe… magoou-se num pé quando vinha a descer as escadas.

Bem, o senhor ainda tentou disfarçar, mas estava a sofrer horrores com a dor da entorse. Ora, a turma esforçou-se por ajudar e por colocar o formador o mais confortável possível. Gelo, conselhos, brufen e… hospital! Umas colegas simpáticas levaram o formador ao hospital para o seu estado poder ser avaliado da melhor forma.

Esta é uma situação que pode ocorrer a qualquer pessoa, mas… a vida dá voltas e voltas e a questão é: porque é que foi acontecer logo ali, com aquele formador e com aquela turma?! Hummm… o que todos temos a aprender?

Esta é a minha perspetiva: a nossa turma é composta essencialmente por mulheres (18) com personalidades bastante fortes e por homens (2) que são uns queridos para nós! Desde o início da formação até agora a ligação com este formador nem sempre foi a mais facilitada e ele, sendo uma pessoa recatada, séria e um pouco tímida (a meu ver) queria tudo menos ter caído ou tropeçado e ter de se apresentar naquele estado doloroso perante aquelas feras que não o têm facilitado muito!

Já aqui falei do meu lado Certinho, acho que o lado Certinho do formador hoje ficou esborrachado no chão. Qualquer um de nós perante um constrangimento destes se sentiria um pouco mal. Chegou atrasado e ainda por cima torceu o pé. Para quem não gosta de falhar nem de dar trabalho é dose. Bem, ele veio do hospital e nós demos sempre uma ajudinha quer para almoçar, quer para se deslocar de um local para outro.

Acontecem coisas na vida e nós nem sabemos como, a vida por vezes traz-nos desafios curiosos e quando achamos que a coisa já não pode piorar, o Universo é criativo e o impensável acontece.

Há coisas que vêm por bem! Não sei que imagem é que o formador tinha de nós, mas hoje tivemos hipótese de mostrar que somos um grupo simpático que em situações de aperto nos unimos e as coisas acontecem. Toda esta situação também veio “quebrar um bocado o gelo” com o formador. Chegou a uma certa altura que ele já se ria com as nossas brincadeiras e piadas perante aquela situação embaraçosa. Para alguém que é reservado estar num grupo de gente enérgica, agitada e esfuziante não é muito fácil!

Nós não controlamos nada, a vida tem-me mostrado muito isso, e quando achamos que o fazemos “tiram-nos o tapete”  e andamos às cambalhotas com a vida… por vezes vezes literalmente! Todos temos as nossas fragilidades e não é vergonha assumirmos que há dias difíceis em que o politicamente correto não funciona.

Espero que o formador tenha rápidas melhoras e retire as suas aprendizagens do sucedido. Às vezes quando precisamos de parar, mas não ligamos nenhuma a isso, a vida ajuda e faz-nos ficar sossegados um mês a recuperar de uma coisa que nem percebemos como aconteceu!

4 thoughts on “Novas amizades

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: