Mudança de perspetiva

Por vezes estamos tão presos à nossa ideia que não vemos mais nada. Achamos aquilo que pensamos maravilhoso e não conseguimos abarcar outros pontos de vista. É como se os nossos olhos só vissem numa direção. Depois aparece alguém que não nos conhece de lado nenhum e interpreta a nossa mensagem de outra forma completamente diferente. Primeiro estranhamos, depois analisamos e mais tarde podemos acabar por perceber como o outro tem uma ideia mais vantajosa que a nossa.

Apesar de gostar, muitas vezes tenho dificuldade em ver o mundo ao contrário! Gosto de me deitar no chão e ver as árvores de outro ponto de vista, de ver as nuvens a correr. Na praia já experimentei muitas vezes virar-me ao contrário e ver o mar como se fosse o céu e o céu como se fosse o chão.

Muitas vezes queremos que a nossa ideia prevaleça até ao fim e nem damos oportunidade a nós mesmos de prestar atenção ao ponto de vista do outro. Temos medo de mudar e eu sou expert nisso, as mudanças causam-me alguma ansiedade e ultimamente tenho feito muitas!

Esta reflexão sobre a mudança de perspetiva faz-me lembrar uma viagem que fiz ao Porto e fiquei alojada uma noite num hostel. Foi a minha primeira vez! A ansiedade estava ao rubro pois ia dormir no mesmo quarto com mais três pessoas, independentemente do género, masculino ou feminino. O rapaz que me recebeu na receção foi impecável, mostrou-me o hostel todo e levou-me ao quarto. Percebi imediatamente, quando cheguei ao quarto, que por baixo do meu beliche ia dormir um homem. Foi fácil de perceber pelos seus pertences: sapatos e roupas.

Nos outros dois beliches estava um casal muito simpático com os seus 60 e tal anos, que me acolheu no quarto como se eu fosse uma amiga de longa data. Falavam inglês e deu para desenferrujar a língua e o cérebro!

Saí para jantar e depois fiquei pelo hostel. Só quando cheguei ao quarto, perto das 22:30, é que me cruzei com o tal senhor! Ora, só de observar os seus pertences eu criei um perfil e imaginei alguém bastante mais velho que eu. Acreditem que não fiquei muito à vontade por saber que iria dormir ali em baixo um senhor que eu imaginei, bastante carrancudo! Como eu estava enganada, era um rapaz espanhol possivelmente bem mais novo do que eu!

Percebi como tinha criado uma imagem completamente errada de uma pessoa só pela observação dos seus pertences. Achei o máximo dormir “por cima” do espanhol!! Ora eu estava bastante envergonhada e senti-me um pouco constrangida com aquele silêncio do quarto. Decidi descer e dizer alguma coisa. Ele foi muito simpático, mas estava ainda mais envergonhado do que eu!

Foi interessante perceber que aquela pessoa também estava pouco à vontade, se calhar até menos à vontade que eu. A minha perspetiva inicial não tinha sido essa, mas tudo mudou quando passei a olhar para a situação de outro prisma.

Quando se olha o mundo de outra perspetiva tudo parece diferente, afinal há sempre outra visão para tudo.

4 thoughts on “Mudança de perspetiva

Add yours

  1. Verdade, por muitos anos achava que meu ponto de vista deveria prevalecer, ainda bem que pude enxergar no meio do caminho a beleza do contraditório, de um olhar diferente, de ver sob outra perspectiva. Parabéns, sua reflexão nos faz repensar sobre nossas atitudes. Obrigada!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: